Pesquisar este blog

domingo, 30 de dezembro de 2012

ZuL

Deixe-se estar,
e ser.
Seja da sua forma,
como pretendeu
ou de alguma que aparecer.

Coma a noite com morangos
sinta como a última
de sua vida existencial.

Deixe-me estar
e ser
da minha forma, como pretendi
ou depois, de alguma que aparecer.

Dividirei a noite com você
como se fosse a última
da nossa vida eterna.

Deixe-me ser a sua última noite
a primeira estrela, o raio de sol.

Pague para ver,
recebaerá o que vier
com mostarda
ketchup
e maionese.



quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Dica de beleza: seja você mesma

Sua beleza é tão única... Se poucos a exergam, a culpa não é sua.

Oh, meu poeta, poetinha vagabundo, nosso querido Vinícius de Moraes, concordo quando disse que “uma mulher tem que ter qualquer coisa além de beleza, qualquer coisa de triste, qualquer coisa que chora, qualquer coisa que sente saudade, um molejo de amor machucado”, no entanto, Vininha, não posso concordar que saber ser mulher é uma

tristeza quando se sabe bem o que é e assume sua beleza sem salão como necessidade.
Dessa forma, explico ao seu eu lírico que a mulher, esse ser abençoado de beleza interna e lutas, não foi feito apenas para amar, sofrer e ser só perdão. Foi feito para ser o que quiser, estar onde quiser e amar como sente que deva ser.

E às mulheres que saem à caça do padrão ideal de beleza eu digo: Cai nessa não, moça.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

sábado, 1 de dezembro de 2012

Boêmia

o claro do sol
e a brisa com motivo,
deixam mais colorida
a boêmia do dia.
folhas douradas no vento
refresco de mato
céu como eu.

a noite fica mais leve
nem escurece.
a súplica torna-se branda
o sono é exato, a brisa fala.
de repente já volta 
o céu como eu.


Curto a boêmia do dia.

Ana Terra


segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Apoio ao delegado

No dia 03 de agosto desse ano, a UOL notícias, publicou que um delegado do DF fez o relatório de prisão de um meliante em forma de poema. Compassiva com o poetar do agente, resolvi fazer um poema em sua homenagem.
  
 Admiro o delegado
que com tanta precisão
e sem deixar desagrado
Realizou a prisão
do meliante folgado.

E para aqueles que pensam

que poema é banalidade,
Estude mais um pouco 
Para entender o que é arte.

Ela não tem hora para acontecer

E retrata a realidade
Como bem entender.

Um salve ao delegado

que fez o seu trabalho

com arte e boa vontade!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Fundação nossa de cada dia

Apaixonada pela Bahia eu sou. Salvador é de uma beleza tão enigmática que me caio a seus pés.
Pois bem, estava eu na Fundação Casa de Jorge Amado, analisando e lendo tudo quanto podia para alimentar minha alma. 
Li, reli algumas coisas e fui subindo as escadas... Subi mais um lance: li, reli e vi. Olhei para os lados e quando do terceiro degrau para o adro da Fundação o guarda do museu chega a mim no vácuo:
- Opa, onde a senhorita vai?
- Uai, quero subir no adro da Fundação Casa de Jorge Amado, pra ver do alto a fila de sol...
-Não, a senhorita
não pode subir lá, é a administração. É proibido entrar lá.
- Mas, moço, queria tanto... Sou fã de Jorge Amado e amo Gilberto Gil, ele disse que quando eu viesse à Fundação...
- A música diz: quando você for convidado, e você não foi.
- Por favor, moço, eu faço história, amo a Bahia, subir é um sonho.
- Você é mineira?
- Sou sim... O 'uai' me denunciou, né?
- Não, sua insistência mesmo.

FACEPALM.


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Sempre quis saber qual a diferença entre imbecil e  idiota. No dicionário não há diferenças básicas. Apenas que o primeiro pode significar covarde, já o segundo vai para o lado da pretensão, vaidade. A tolice está em ambos verbetes e a falta de inteligência também.
Na vivência de meus anos balzacos consegui ver nitidamente a diferença. Não fiquei feliz, já que só pude constatar tal enfermidade nos fracos de humildade e inteligência e em um caso concreto que quase nada trouxe de bom.
Tudo chegou ao ápice quando bolei a frase: você foi o idiota mais imbecil que já passou na minha vida. Parei e pensei depois, pois na hora da fala não estava pensando bem, e conclui que sim, havia diferença.
Quase tudo nessa vida, para mim, é analisado e apreendido por atitudes, ações, e não pelo o que dizem ou gostariam de fazer, porque se assim fosse, eu estaria rica, iria par ao céu direto pelo expresso vai com Deus.

sábado, 6 de outubro de 2012

Paródia - BOM SENSO ♥

Já virei calçada maltratada
E na virada quase nada
Me restou vigiar vadias.

Já rodei o mundo quase muda
No entanto num segundo
O feminismo veio à mão.

Já senti ciúmes
Já fiz muita coisa errada
Pratiquei slutshaming
Já xinguei minorias.

Mas lendo atingi o bom senso
A imunização do preconeito!!!
 
 

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Meio de Campo - PARODIA

Prezado Bolsonaro
eu continuo aqui mesmo
aperfeiçoando o imperfeito
dando um tempo, dando um jeito
desprezando a perfeição
que a perfeição é uma merda
defendida pelo senhor
que joga na corrupção
e eu não sou Pagu nem nada
se muito eu for, sou quase Hilst.

lutar contra o preconceito não é fácil, meu irmão

você tá é dando bafão!!!

Para cantar ouvindo a original

Devolva-me - PARODIA

Delete os meus e-mails e
não me cutuque mais
assim será melhor, meu bem...

A foto que eu marquei

Se ainda tens, não sei
Mas se tiver,
desmarque-a.

Deixe-me offline

porque assim eu vivirei em paz.
Quero que sejas bem feliz
junto de tuas redes socias...



Para acompanhar e cantar

sábado, 1 de setembro de 2012

Estado de SECULITUDE
uma mistura de secura com solitude.
 

segunda-feira, 2 de abril de 2012

S2 > $

Nem tão desligado
tampouco funcionando:
Mundo Cambeta,
cambaleando pelo humano.

Sincronia de massa,
diacronia ética
sustentam a idade
de todo o mundo.

Universo responsável por tudo
Não sendo, quase sempre, para todos.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

A professora má! Pesquisas no século XXI

- Professora, não achei NADA sobre o deus Apolo... Não vai dar pra entregar a pesquisa que a senhora pediu.
- NADA mesmo? Nem no dicionário?
- Não... Me empresta seu caderno pra eu copiar, passo a limpo e entrego o trabalho.
- Não senhora... Já fomos à biblioteca e ensinei a usar uma enciclopédia, lá tem tudo o que você precisa!!!
- Ah, mas eu queria pesquisar na internet, ou copiar o seu caderno...
- É minha querida, eu não queria acordar às cinco e meia da manhã todo dia, mas acordo né! Pode ir fazer sua pesquisa na biblioteca ou no laboratório de informática depois da aula.
- Ah, mas vou ficar depois da aula?
- Você que sabe... Se quiser vir à tarde também pode, escolha.
- CREDO PROFESSORA VOCÊ É MUITO MÁ.


Sim, sou megamá! Má demais por ensinar uma aluna a fazer pesquisas, má demais por tentar fazê-la pensar por si mesma.


... Não se fazem mais alunos como antiguamente...