Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Paródia

Esse moço anda diferente,
já não me conhece mais.
Está pra lá pra frente,
está me passando pra trás.

Esse moço está decidido 
amadurecer sem pensar.
Ele só sai sem chamar, 
que é pra ninguém reparar.

Eu cultivo poemas e prosas
achando que é muito bom.
Ele me olha de cima e
vai reinventar o som.

Faço um livro todo lírico
que não lhe desperta carinho.
Ele quer beber de monta aos amigos
e eu amar e casar.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

II concurso de animal

queria animal
algo meio irracional
pra não saber sentir
pena
às duras penas
as pernas sobrevivem
e voam, por mais que no chão estão
e param e sentam: 
corpo que pensa
não está são.
Mas não
Somos