Pesquisar este blog

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Clicks - eu-menor que o mundo

Abro meu Carlinhos e apago a noite numa total devassidão de pensamentos:

O mundo é tão povoado... 
Chego me achar anormal 
por não pensar e sentir 
como todos os outros os fazem.

Tenho meu mundo de tristezas
resguardado junto ao pôr-do-sol:
discriminam-me.
Preciso de solidão,
essa amiga íntima
que derruba qualquer
mal-estar de bem querer.

Os que não sabem serem sós dentro de si mesmos, é loucura acelerada.



Abro meus braços e deixo cair. 
Não creio que há soma quando se pode dividir.