Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de maio de 2016

Achas que peço demais?

Quero eu vida boa
sexta-feira gorda,
manhãs de sábado,
namorado perto!

Ajuda de amiga
Cachoeira no quintal
minha vozinha imortal,
mais de um Natal!

Quisera eu um dia,
pleonástico,
pai eterno
carinho de bem,
tesão desmedido,
ser muda!

Só.
Não acho que peço demais!


De tudo mesmo, sobrevive pouca coisa agora nesse instante, afinal "o frio está para a blusa, assim como nada muda."

2 comentários:

  1. Respostas
    1. A pretensão, irmã do orgulho, está aflorada por aí...
      Texto de 2014. Mals aí

      Excluir