Pesquisar este blog

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Fundação nossa de cada dia

Apaixonada pela Bahia eu sou. Salvador é de uma beleza tão enigmática que me caio a seus pés.
Pois bem, estava eu na Fundação Casa de Jorge Amado, analisando e lendo tudo quanto podia para alimentar minha alma. 
Li, reli algumas coisas e fui subindo as escadas... Subi mais um lance: li, reli e vi. Olhei para os lados e quando do terceiro degrau para o adro da Fundação o guarda do museu chega a mim no vácuo:
- Opa, onde a senhorita vai?
- Uai, quero subir no adro da Fundação Casa de Jorge Amado, pra ver do alto a fila de sol...
-Não, a senhorita
não pode subir lá, é a administração. É proibido entrar lá.
- Mas, moço, queria tanto... Sou fã de Jorge Amado e amo Gilberto Gil, ele disse que quando eu viesse à Fundação...
- A música diz: quando você for convidado, e você não foi.
- Por favor, moço, eu faço história, amo a Bahia, subir é um sonho.
- Você é mineira?
- Sou sim... O 'uai' me denunciou, né?
- Não, sua insistência mesmo.

FACEPALM.


2 comentários:

  1. POKER FACE
    kkkkk! Sou baiana, posso dizer que sim, já tive o privilégio de ter sido convidada para subir no adro da Fundação, para ver a fila de soldados quase todos pretos, como Gil e Caê cantaram.
    Da próxima, faço charminho para o guarda te abrir essa exceção.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa dica, Nina!!
      Da próxima faço um charminho bem mineirim.
      :)

      Excluir