Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Paraíso I

Quando eu for embora,
vou direto ao paraíso
para ver onde está a melhora
prometida para o meu país.

Quando eu lhes deixar
vou voar ao encontro do mar
vou voando, procurando
um amor que nunca existiu.

Se o sol brilhar, ventos anunciarão:
linda manhã de bem fazer.
Mas se o dia for branco
pode-se fazer o que bem entender.

Poemas e músicas não terão hora para acontecer.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Vó faz ler

Não posso ler Cora
Sem que me lembro de vovó.
Gosto tanto delas...
Mesmo mortas.
IMORTAIS

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

domingo, 3 de outubro de 2010

Mania de Manoéis

Pego Bandeira, encho de Barros. Sai mania de manoéis.


De barro,
de bandeira.
Acordei cheia
de palavras manuelísticas.
Essa minha vontade de Manoel
Nem sei bem se cabe em letras e poemas.
Se guardo em águas ou caminho por Recife.
Sei que ajudam a ver o que se está visto e ponto.
Pronto pra caminhar em ruas de balões
ou descontar palavras.
É dia de Manoéis.