Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

eu menor que o mundo

Quando era menos mundo,
menos tudo, mais umbigo,
flores passavam sem que enxergasse o fedor,
realidade era acessa por três velas.

Quando era menos mundo
menos mudo, mais lombriga
difícil aceitar coisas cruas,
pessoas fúteis, passageiras derrotas.

Era fácil dormir cedo,
sair pela semana impaciente.

Agora o mundo em mim
menos só, mais eu
é difícil ter tempo,
mais complicado dormir.

Motivos para rir?
Vivo a sorrir.

Quando o mundo é universo
é mais fácil ter amigos,
mais amores e principalmente
mais fácil se dar asas!